Clínica de fertilização em Porto Alegre

Clinica De Fertilização Em Porto Alegre

A fim de obter resultados ótimos, a clínica disponibiliza aos seus pacientes atendimento com médicos especializados em Reprodução Assistida e uma infraestrutura compartilhada com o laboratório de embriologia da Nilo Frantz – Medicina Reprodutiva.

O IFE é uma clínica que se destaca por sua expertise nas tecnologias mais avançadas e pelo atendimento especializado através de convênios de saúde. Sua principal missão é oferecer tratamentos para a infertilidade humana com afeto, carinho e responsabilidade.

Diagnósticos

É possível analisar a fertilidade feminina por meio de uma pequena amostra de sangue. Diversos hormônios, como FSH, LH, progesterona, prolactina, testosterona, inibina B e HAM podem indicar a capacidade de ovulação de uma mulher.

A avaliação do Hormônio Anti-Mülleriano (AMH), produzido pelas células dos ovários, é uma forma direta de estimar a quantidade de óvulos disponíveis em relação à idade e prever a longevidade reprodutiva. Esse exame é amplamente utilizado por profissionais da área de Reprodução Humana em todo o mundo.

Através da utilização de um dispositivo delicado inserido pelo colo do útero, é possível verificar se a cavidade uterina está saudável o suficiente para permitir o desenvolvimento adequado de uma gravidez. Além disso, a histeroscopia pode ser usada tanto como método diagnóstico quanto cirúrgico. Ela permite corrigir malformações no desenvolvimento do útero, bem como remover miomas uterinos, pólipos endometriais ou cervicais e cicatrizes internas conhecidas como sinéquias.

É amplamente conhecido que distúrbios imunológicos são frequentemente responsáveis por abortos inexplicados.

Muitos casos de infertilidade sem causa aparente podem estar relacionados a alterações imunológicas não detectadas e tratáveis. Essas condições podem ser responsáveis por abortos espontâneos e falhas repetidas em tentativas de fertilização in vitro (FIV). Exames como pesquisa de células NK, trombofilias, cross-match, fator V de Leiden e compatibilidade HLA-G podem ser necessários para identificar esses distúrbios.

Solicitada de forma rotineira para analisar a forma e o funcionamento do aparelho reprodutivo feminino, com ênfase no estudo do útero e dos ovários. Além de identificar problemas como cistos ovarianos, ovários policísticos (ou micropolicísticos), miomas uterinos, pólipos endometriais e endometriose, a ultrassonografia transvaginal seriada permite acompanhar o ciclo menstrual e demonstrar a ocorrência (ou não) da ovulação e a fase mais propícia para engravidar (período fértil).

Um dos exames que possibilita avaliar a resposta do ovário aos medicamentos é conhecido como teste de reserva ovariana. Ao ser realizado logo após o período menstrual, esse exame permite estimar o volume e a quantidade de folículos presentes nos ovários, fornecendo informações sobre a capacidade desses órgãos em produzir óvulos com qualidade e em quantidade adequada.

É possível analisar a produção de diversos hormônios por meio da coleta de sangue. Os hormônios mais frequentemente avaliados são: Testosterona, FSH e LH.

O exame de avaliação do sêmen é realizado para analisar diferentes aspectos. Entre os parâmetros estudados estão a concentração, que se refere ao número de espermatozoides presentes em cada mililitro ejaculado; a morfologia, que avalia a proporção de espermatozoides com forma normal ou alterada; e a mobilidade, que observa como os espermatozoides se movimentam.

Quando não há presença de espermatozoides no sêmen ejaculado, pode ser necessário realizar uma punção ou biópsia nos testículos para verificar se há produção de espermatozoides.

O teste avalia a quantidade de espermatozoides com alterações no seu DNA. Quanto maior for essa proporção, mais afetada estará a qualidade do material genético e, consequentemente, do sêmen.

Qual é o valor para realizar uma fertilização?

Em outras palavras, ao realizar a fertilização in vitro, você não terá nenhum custo adicional. Além disso, durante todo o tratamento, você contará com apoio, segurança e todas as informações necessárias. E tem mais: se você já possui óvulos congelados, o valor será reduzido para R$16.000,00. O pagamento poderá ser feito nas mesmas condições de parcelamento.

Aqui estão alguns benefícios do nosso serviço:

– Sem custos extras na realização da fertilização in vitro.

You might be interested:  Clínica Especializada em Exame Beta HCG: Resultados Precisos e Rápidos

– Acompanhamento completo durante todo o tratamento.

– Apoio e segurança garantidos.

– Todas as informações necessárias fornecidas.

– Valor reduzido para R$16.000,00 caso possua óvulos congelados.

– Condições de pagamento facilitadas e opção de parcelamento.

Estamos comprometidos em oferecer um serviço acessível e de qualidade para tornar seu sonho de ter um filho uma realidade!

Tratamentos de Fertilização em Porto Alegre

O coito programado é uma técnica de Reprodução Humana considerada de baixa complexidade. Consiste em acompanhar o ciclo menstrual da mulher para identificar o momento mais propício para a concepção, sem necessidade do uso de medicamentos indutores da ovulação.

No entanto, é comum o uso de medicamentos que estimulam a ovulação. Independentemente do método utilizado, são realizados exames de ultrassom e, em alguns casos, testes hormonais para determinar o momento mais propício para o casal ter relações sexuais e aumentar as chances de engravidar.

A preservação de espermatozoides, óvulos e embriões por meio do congelamento é uma prática amplamente adotada em diversas nações com clínicas especializadas em Reprodução Humana.

Nos últimos anos, houve progressos significativos na técnica de criopreservação de embriões.

Uma alternativa para as mulheres que desejam adiar a gravidez é o congelamento de óvulos. Nesse procedimento, os óvulos são preservados em temperaturas extremamente baixas (-196Cº) com a idade no momento do congelamento.

Mulheres com câncer muitas vezes enfrentam tratamentos como radioterapia ou quimioterapia, que podem levar a efeitos colaterais tardios, incluindo redução do número de óvulos, falência ovariana precoce e perda da capacidade de engravidar.

Em determinados estágios do crescimento do tumor, pode ser recomendada a retirada dos órgãos reprodutivos, como os ovários (um procedimento conhecido como ooforectomia). Essa intervenção pode afetar parcial ou permanentemente as possibilidades de reprodução no futuro.

A técnica conhecida como inseminação artificial é um procedimento em que o sêmen é depositado diretamente no útero da mulher. Ao contrário da fertilização in vitro, na inseminação ocorre a fecundação do óvulo pelo espermatozoide de forma natural nas trompas, ou seja, dentro do corpo (in vivo).

No processo de reprodução, existem dois tipos de ciclos: o ciclo natural, que ocorre espontaneamente no organismo, e o ciclo induzido por medicamentos. No caso dos ciclos induzidos, busca-se estimular os ovários a liberarem um maior número de óvulos – idealmente entre 2 e 4 -, com o objetivo de aumentar as chances de engravidar.

A preparação do sêmen é realizada em um ambiente laboratorial. Diversas técnicas de processamento são empregadas para selecionar e utilizar apenas os espermatozoides de melhor qualidade, removendo aqueles menos propensos à fertilização, bem como células indesejáveis.

A técnica conhecida como Maturação in Vitro de oócitos, ou IVM, é utilizada para amadurecer óvulos imaturos em laboratório. Essa abordagem é particularmente benéfica para mulheres com ovários policísticos, pois não requer estimulação ovariana antes da fertilização in vitro convencional. Isso ajuda a evitar os riscos associados a uma resposta ovariana excessiva, também conhecida como Síndrome da Hiperestimulação Ovariana.

Mulheres com múltiplos pequenos folículos na ultrassonografia, mas sem a síndrome, também podem se beneficiar da aplicação deste método.

O Dr. Nilo Frantz é um dos primeiros especialistas a utilizar a técnica de IVM no Brasil, e foi o responsável pelo nascimento do primeiro bebê através desse método no país.

A Fertilização In Vitro (FIV) é um procedimento realizado em laboratório, no qual ocorre a fecundação do óvulo pelo espermatozoide. Essa técnica recebe esse nome por ser realizada fora do corpo da mulher, ou seja, “in vitro”.

O processo de tratamento envolve várias etapas. Primeiramente, a mulher recebe hormônios chamados “gonadotrofinas”, que têm como objetivo estimular o crescimento e amadurecimento de um maior número de óvulos do que ocorreria naturalmente. Em um ciclo menstrual normal, geralmente apenas 1 óvulo é liberado. Essa fase do tratamento dura em média entre 7 e 14 dias.

A barriga de aluguel é um procedimento em que uma mulher carrega um bebê em seu útero para outra pessoa. Nesse processo, um embrião fertilizado em laboratório com os gametas dos pais é implantado no útero da gestante.

Essa técnica é recomendada para mulheres que não possuem útero, apresentam defeitos de nascença, têm doenças com alto risco de mortalidade durante a gravidez, casais do mesmo sexo e homens solteiros, entre outros casos.

Ao contrário da barriga de aluguel, o útero de substituição é um procedimento legalizado no Brasil. Nesse caso, a mulher que concorda em gestar o bebê o faz de forma altruísta, sem receber qualquer tipo de pagamento ou benefício em troca.

You might be interested:  Clínica de Psicologia Próxima a Mim

A doação de óvulos é um procedimento em que uma mulher oferece seus óvulos para serem fertilizados e transferidos para o útero de outra mulher. Essa doação pode ocorrer por motivos altruístas ou por necessidades específicas de tratamentos de Reprodução Humana.

A adoção de óvulos é indicada em casos de insuficiência ovariana precoce, problemas hereditários e genéticos que podem ser transmitidos, má formação do sistema reprodutor feminino, postergação da maternidade, entre outros.

No contexto de casais do mesmo sexo compostos por homens, também é possível que eles recebam um óvulo doado, o qual será fertilizado com o esperma de um dos parceiros e implantado no útero de uma doadora. Esse procedimento é conhecido como útero de substituição.

Preço da inseminação artificial em Porto Alegre

O custo médio do processo de inseminação artificial, excluindo os medicamentos, varia entre R$ 2.500 e R$ 3.500, podendo chegar a até R$ 5.000 quando incluídos os remédios.

Além disso, é importante considerar outros gastos relacionados ao procedimento:

– Consultas prévias: geralmente são necessárias algumas consultas antes do início da inseminação artificial para avaliar a saúde reprodutiva do casal e definir o melhor protocolo de tratamento.

– Exames complementares: podem ser solicitados exames como ultrassonografia transvaginal, histerossalpingografia (HSG) ou espermograma para auxiliar no diagnóstico e acompanhamento do processo.

– Medicamentos: além dos medicamentos utilizados durante o procedimento em si, também pode ser necessário fazer uso de hormônios para estimulação ovariana ou preparação endometrial.

– Procedimentos adicionais: em alguns casos específicos, podem ser indicadas técnicas complementares à inseminação artificial convencional, como a fertilização in vitro (FIV) ou a intracitoplasmática de espermatozoides (ICSI), que possuem custos extras.

É importante ressaltar que esses valores são apenas uma média estimada e podem variar dependendo da clínica escolhida e das particularidades de cada caso.

Clínica de Fertilização em Porto Alegre: Opções de Financiamento

Oferecemos a opção de dividir o pagamento do seu tratamento em até 36 vezes.

Investigação Especializada em Clínica de Fertilização em Porto Alegre

Nossa clínica possui profissionais altamente capacitados na área de Reprodução Humana.

Nossa equipe de especialistas está totalmente dedicada ao diagnóstico e realiza uma investigação minuciosa do histórico de cada paciente, a fim de identificar o tratamento mais adequado.

Clínica de Fertilização em Porto Alegre: Ampliando as Possibilidades

Buscamos promover maior acessibilidade aos tratamentos de Reprodução Humana, visando torná-los mais disponíveis e acessíveis a um número maior de pessoas.

Oferecemos oportunidades únicas e opções de financiamento para ajudar mais pessoas a realizar o sonho de trazer uma nova vida ao mundo.

Clínica de Fertilização Personalizada em Porto Alegre

Nossa principal meta é auxiliar você a concretizar o desejo de construir uma família.

Nossa equipe é altamente capacitada para cuidar de nossos pacientes com dedicação e empatia, proporcionando uma experiência personalizada e única. Estamos comprometidos em oferecer a atenção necessária, sempre agindo com responsabilidade e carinho.

Clínica de Fertilização em Porto Alegre: Tecnologia e Resultados Nilo Frantz

A fim de garantir a excelência em nossos serviços, confiamos na qualidade dos resultados e tecnologia oferecidos pelo laboratório de embriologia da Nilo Frantz.

Perguntas; Propostas – Insatisfações ; Faturas – Transações financeiras ; Atividades promocionais – Publicidade ; Históricos profissionais.

Custo da FIV na clínica Engravida

Por isso, em média, o valor do tratamento de fertilização in vitro (FIV) em uma clínica especializada em Porto Alegre pode variar entre R$ 15 e 20 mil. Esses valores podem parecer altos à primeira vista, mas é importante considerar que a FIV é um procedimento de alta complexidade que envolve diversas etapas e requer equipamentos específicos.

Além disso, vale lembrar que existem algumas formas de baratear os custos da FIV. Uma delas é por meio da doação de óvulos. P.S.: A doação de óvulos consiste no processo em que uma mulher saudável e fértil compartilha seus óvulos com outra mulher ou casal que está enfrentando dificuldades para engravidar. Esse procedimento permite reduzir significativamente os custos da FIV, já que não será necessário realizar a estimulação ovariana na paciente receptora.

P.S.: É sempre recomendado consultar um especialista para avaliar o caso específico e obter um orçamento personalizado. Dessa forma, é possível ter uma estimativa mais precisa dos custos envolvidos no tratamento de fertilização em Porto Alegre.

Tempo necessário para ter relação após a FIV

Após a realização da Fertilização In Vitro (FIV), é importante evitar certas atividades que podem interferir no sucesso do procedimento. Uma delas é a prática de relações sexuais por até 12 dias, pois isso pode causar desconforto e prejudicar o processo de implantação do embrião. Além disso, é essencial não se automedicar ao sentir qualquer dor incômoda após a FIV, pois alguns medicamentos podem ser contraindicados nesse período delicado.

You might be interested:  Serviço de Ultrassonografia na Clínica Veplan em Nova Iguaçu

A Clínica de Fertilização em Porto Alegre oferece diversos tratamentos para casais que desejam ter filhos. Com uma equipe especializada e tecnologia avançada, eles auxiliam na realização do sonho da maternidade/paternidade através da FIV e outros métodos eficientes. É fundamental seguir as orientações médicas antes e depois do procedimento para aumentar as chances de sucesso. Evitar atividades como relações sexuais por um determinado período e não se automedicar são medidas importantes para garantir o melhor resultado possível na busca pela gravidez.

Necessidades para realizar fertilização

Para realizar o procedimento de inseminação artificial em uma clínica de fertilização em Porto Alegre, é necessário que a mulher possua pelo menos uma trompa uterina normal. Isso ocorre porque a fertilização acontece no interior das tubas uterinas, onde ocorre o encontro entre o óvulo e os espermatozoides.

A presença de pelo menos uma trompa uterina saudável é fundamental para garantir que a fecundação seja possível. Caso haja alguma obstrução ou problema nas tubas uterinas, pode ser necessário recorrer a outros métodos de reprodução assistida, como a Fertilização In Vitro (FIV).

Engravidar após os 42 anos: como conseguir?

Uma das maneiras mais comuns de conseguir engravidar depois dos 40 anos é através da Fertilização In Vitro (FIV). Esse procedimento consiste em unir o óvulo e o espermatozoide em um laboratório para que ocorra a fecundação. Após isso, o embrião formado é transferido para a cavidade uterina, onde poderá se desenvolver e resultar em uma gravidez.

A Fertilização In Vitro é uma técnica utilizada por casais que têm dificuldade em engravidar naturalmente ou quando outros tratamentos não são eficazes. Ela oferece uma opção viável para mulheres acima dos 40 anos, pois nessa idade há uma diminuição na qualidade e quantidade de óvulos disponíveis. Com a FIV, é possível utilizar os óvulos próprios da mulher ou até mesmo recorrer à doação de óvulos.

Em Porto Alegre, existem clínicas especializadas em fertilização que oferecem acompanhamento médico adequado durante todo o processo. Essas clínicas contam com profissionais capacitados e equipamentos modernos para realizar todos os passos necessários da FIV, desde a estimulação ovariana até a transferência embrionária. É importante buscar orientação médica antes de iniciar qualquer tratamento de reprodução assistida para garantir melhores chances de sucesso na busca pela gravidez desejada após os 40 anos.

Engravidar aos 41 anos: é possível?

Sim, é possível engravidar após os 40 anos, mas devemos estar cientes de alguns fatos importantes. A fertilidade feminina diminui significativamente com o avanço da idade. De acordo com estudos, uma mulher de 40 anos tem cerca de 50% de chance de engravidar dentro de um ano. No entanto, aos 43 anos essa chance cai drasticamente para apenas 1%. Após os 45 anos, torna-se extremamente difícil conceber utilizando seus próprios óvulos.

Isso ocorre porque as mulheres nascem com uma quantidade finita e limitada de óvulos em seus ovários. Com o passar dos anos, a qualidade e a quantidade desses óvulos diminuem gradualmente. Além disso, outros fatores como problemas hormonais e condições médicas podem afetar ainda mais a fertilidade.

No entanto, mesmo que seja mais desafiador engravidar naturalmente após os 40 anos, existem opções disponíveis para casais que desejam ter filhos nessa fase da vida. Uma das alternativas é buscar tratamentos em clínicas especializadas em reprodução assistida.

As clínicas de fertilização em Porto Alegre oferecem diversas técnicas avançadas para auxiliar casais na busca pela gravidez tardia. Entre essas técnicas estão a Fertilização In Vitro (FIV), onde os óvulos são coletados da mulher e fertilizados em laboratório antes do embrião ser transferido para o útero; ou até mesmo utilizar óvulos doados por outra mulher jovem.

P.S.: É fundamental que as pessoas estejam cientes das limitações da fertilidade após os 40 anos e busquem orientação médica especializada caso desejem engravidar nessa fase da vida. As clínicas de fertilização em Porto Alegre podem oferecer suporte e opções viáveis para casais que enfrentam dificuldades na concepção naturalmente.